Blog da V+ Saúde

"Mas que frio é este?!" Algumas dicas de cuidados que devemos ter com


As baixas temperaturas chegaram e com ela devemos tomar alguns cuidados para que os nossos animais de estimação não sintam tanto durante as estações mais frias do ano, o outono e o inverno. Além das precauções relacionadas ao ato de manter nossos pets protegidos das baixas temperaturas, também devemos ficar atentos às doenças relacionadas a esta época do ano.

As doenças respiratórias são as mais comuns acometendo cães e gatos de todas as idades. Porém os animais idosos, com problemas articulares, costumam também apresentar sinais mais intensos de dor, por conta do frio.

Em cães, a “gripe canina”, também conhecida como “tosse dos canis”, é a doença respiratória mais frequente nos meses frios, mas que também pode ocorrer em qualquer época do ano. Ela é transmitida por vírus ou bactérias através do contato direto ou indireto de cães sadios com cães doentes.

Os sintomas são muito parecidos aos do resfriado humano, como tosse seca, espirros e até mesmo, falta de apetite. Em casos mais graves, o quadro pode evoluir até mesmo para uma pneumonia.

Os felinos também apresentam a doença respiratória como sendo a mais comum, nesta época do ano, sendo denominada de complexo respiratório felino. Como exemplo, temos a rinotraqueíte, que é uma doença contagiosa para a espécie, sendo transmitida por um vírus.

Da mesma forma que a gripe canina, a rinotraqueíte dos felinos, não é classificada como zoonose, ou seja, não são transmitidas aos seres humanos. Os principais sintomas são espirros, secreção nasal mucosa a purulenta, secreção ocular, dificuldade para respirar, falta de apetite, apatia e desidratação.

Independente da patologia e da espécie acometida, o tratamento vai depender dos sintomas que o animal apresenta. Por isso a importância de consultarmos sempre um médico veterinário, pois é este o profissional apto para a prescrição do tratamento mais adequado, assim como a orientação e realização da prevenção indicada para cada patologia.

E como mencionado anteriormente, outro item relevante a ser abordado relacionado às doenças que mais se manifestam nas baixas temperaturas são as doenças ortopédicas que acometem principalmente os cães e gatos idosos e que afetam diretamente a sua qualidade de vida. A doença mais comum é a artrose, doença crônica e degenerativa que acomete as articulações.

Os animais que têm problemas articulares como hérnia de disco e displasia coxofemoral, além dos problemas nas articulações dos joelhos, cotovelos e ombros, nesta época do ano podem se mostrar relutantes a andar, se levantar, brincar, correr ou subir no sofá e escadas. Ficam mais quietos, perdem o apetite devido à dor e apresentam maior dificuldade para urinar e defecar. Em dias mais frios e úmidos, os sinais clínicos costumam agravar. Neste caso, a prevenção se torna algo ainda mais importante, já que estamos considerando uma doença que não tem cura e sim possibilidades de tratamento para controle da dor.

De maneira geral, seguem algumas recomendações para amenizar as chances do seu pet ficar doente:

- Diminua a frequência dos banhos e não os faça em dias muito frios.

- Caso a tosa do seu cão ou gato faça parte da sua rotina de higiene, evite a tal procedimento nesta época do ano.

- Tenha sempre pronto um cantinho aconchegante para o seu pet se proteger do frio, tirar um cochilo durante o dia e dormir tranquilamente durante a noite, principalmente para aqueles que dormem em “casinhas” no quintal.

- O uso de roupinhas pode ser interessante para os animais que tenham sido acostumados desde filhotes e que seus tutores tenham o conhecimento sobre as particularidades da espécie, assim como da raça do seu animal de estimação e que o objetivo é ter em mãos mais uma opção para protegê-los do frio e para a prevenção de doenças.

- Siga sempre as orientações do seu médico veterinário de confiança e mantenha atualizados itens como vermifugação, imunização e controle de ectoparasitas.

Finalizando, podemos dizer sim, que cães e gatos sentem frio no inverno, assim como todas as espécies animais, incluindo peixes, aves entre outros. E com isso, precisam receber cuidados especiais nesta época do ano para que não sofram e muito menos fiquem doentes.


#vmaissaude #saúdeanimal #cãesegatos #cuidadoscomoinverno

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Black Instagram Icon